teste

Simplício alerta sobre atraso no Plano Diretor de São Luís

Simplício alerta sobre atraso no Plano Diretor de São Luís

Anos de atraso e perda de postos de trabalho. A avaliação é do secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia e presidente do Solidariedade/MA, Simplício Araújo, sobre a não aprovação do Plano Diretor de São Luís.
Para o secretário, o Plano Diretor, que delimitaria as áreas do território de São Luís, atribuindo as classificações de rural ou urbana, deveria ser uma importante ferramenta normativa e orientadora para a política de desenvolvimento urbano e rural da capital maranhense.

Mas, segundo Simplício, o que deveria ser um sinônimo de desenvolvimento à São Luís e ao Maranhão se tornou um gasto alto de dinheiro e a falta de oportunidades para centenas de maranhenses.

“Ao não avançarmos na pauta do Plano Diretor de São Luís, não só perdemos bilhões de reais e milhares de empregos, como se perde a oportunidade de agregar valor à nossa capital e paralisação do desenvolvimento da nossa cidade”, argumentou.

Para ele, a aprovação é imprevisível é importantíssima, “pois existe uma urgência em entregar uma cidade melhor para o povo, com investimentos em prol tanto da retomada do desenvolvimento econômico, como da ampliação da construção civil e do retorno à geração de empregos aos ludovicenses. E o plano diretor precisa ser aprovado para contribuir com o crescimento econômico sustentável da nossa capital”.